Dinheiro

Dinheiro Vivo


Tente levar parte do dinheiro em moeda local, e evite transportar grandes quantidades de dinheiro, levando em mão trocos para pequenos gastos que possam surgir.
Se a moeda local não possibilitar o câmbio no regresso, procure ir gastando o que tem pouco a pouco. Nos aeroportos de saída, em alguns países, não se pode pagar em moeda local. Se tiver que pagar taxa de saída, é aconselhável prever a quantidade, e perguntar em que moeda se deve fazer o pagamento.

Cada pessoa tem a sua forma de lidar com o dinheiro. Não existe método perfeito, embora uns sejam melhores que outros. É recomendável fazer uso dos cofres de segurança que estão disponíveis na maioria dos hotéis, e não levar todo o dinheiro que possui consigo. Também estar alerta e ter cuidado para não o transportar em bolsas acessíveis a mãos alheias. Distribua-o por locais diferentes e tenha mil olhos em todos os momentos, sobretudo quando há grandes aglomerações de gente. Um conselho útil é o de que não deverá ostentar que tem dinheiro, ser reservado e discreto nos pagamentos e não tirar um molho de notas na hora de pagar um taxi. Não exiba os anéis e os colares de ouro. Estes estarão melhor guardados em casa.

Nunca deverá deixar dinheiro no quarto do hotel. Em alguns países, poderá cambiar dinheiro nos hotéis ou lojas de câmbio, mas assegure-se da taxa de câmbio e comissão cobrada. Se tiver que cambiar dinheiro na rua, seja cauteloso, pois em alguns sítios pode ser ilegal, embora em outros é algo habitual, como no caso do Peru. Tenha à mão a quantidade exacta que deseja cambiar e não mostre molhos com muitas notas. Conte as notas que lhe entregam uma a uma, e não entregue o seu dinheiro até ter a certeza que lhe deram a quantidade acordada. Em alguns países, a inflação pode provocar confusão e caos, pelo que recomendamos que tenha à mão uma calculadora de bolso, que lhe será de grande utilidade.

Cartões Bancários


Tanto os cartões de débito como os de crédito são aceites internacionalmente.

Antes de sair em viagem convirá apontar num papel o número do cartão e os telefones para onde se poderá ligar para anulá-lo.

Poderão ser realizadas compras sem taxas de câmbio ou custos adicionais, já que não serão aplicadas por retirar dinheiro das caixas automáticas, e por norma não se paga uma comissão por levantar dinheiro no estrangeiro. Na União Europeia aplica-se o mesmo princípio que no nosso país, isto é, não se cobram taxas. No resto do mundo, depende do que cada país tenha estabelecido.

Cheques de Viagem


Juntamente com os cartões bancários são a maneira mais segura de pagar durante a viagem. Não caducam e existem de diferentes importâncias.

Os cheques são emitidos por uma entidade bancária e podem cobrar-se em bancos, em hotéis, lojas de câmbio, restaurantes... Mas é nos bancos onde se encontra a melhor taxa.

Os cheques são nominais, e têm número de série, pelo que apenas o titular pode fazer uso deles; é recomendável anotar os números de série e guardá-los em local seguro, no caso de ser necessário comunicar ao banco a sua perda ou roubo.